13 de março de 2007

Rodney

sei nós.

nós de prender.

nós de agarrar

me!

de atar-me de pés e mãos

a não correr por aí

a não ouvir

a não ver

a não sentir

a não querer

(que o sonhar já eu perdi.)

sei nós

envolvo-me neles

entranço-me

enrosco enleio

os meus nós

são o meu freio

e com eles lido bem

não incomodo ninguém!

sei nós

e ato-me a mim

- o único ser que sei

neste mundo aonde vim.


Comments:
olá

se gostas de cinema vem visitar-nos em

www.paixoesedesejos.blogspot.com

todos os dias falamos de um filme diferente

paula e rui lima
 
Belo este entrançado de nós.
Beijos
 
Gostei do teu cruzamento de nós...Muito bem elaborado e sentido!
Beijos da

Maria
 
Beleza e dor, como só tu sabes exprimir...
Nós...
Prefiro os nós que nos unem, que não se desatem!
Música belissima...
Beijinho e as melhoras!
 
/
para ti Mady
*
atas-me ? a mim ?
eu ex-nó, desatado.
dos porquês libertado.
eu não desatei sonhos.
desatei realidades.
górdias, entrançadas.
da vida gorado.
mas não derrotado.
por não acabado.
***
muitos
/
 
do que li (do que está escrito)
gostei

dessa maneira de viver não :P

bejes mana, se vires os meus canitos nas tuas bandas, avisa. Para quem foi a Celorico da Beira, aí é perto. :)
 
Nós atados, não. Nós, soltas. Tu mereces liberdade, pássaro. Bj
 
Non

gostei de seu retorno...ainda mais com um texto dos mais belos , seus, que já li.
já sentia falta de ler-te.
beijos com carinho atado.

della
 
é preciso soltar os nós quando a amargura os aperta ...

deixo.te um beijo ,quemadre!

( e subscrevo a 100% o comentário da caturrinha )
 
nós e mais nós
é a vida que se carrega
gostei
beijos
 
sofro de claustrofobia amiga.

a escrita é solta e agradável.
mas...
os nós apertam-ME a garganta.

bjs
 

Enviar um comentário





<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?