26 de novembro de 2006

Homens façam-se ao Mar.

foto de B Berenika

ser português é ter o mar à mão e ter a história toda dentro ao mar.

as coragens os medos os degredos as mulheres uma a uma a enviuvar

ser português é ser feitor de sonhos daqueles que se podem realizar

ser português não é pegar num búzio e contentar-se com o que lhe ouve contar


ah a vontade de empurrar o meu povo para um renovado e duro navegar!

calem-se as bocas de lamentos ocos. não deixem às mulheres só, a função de lutar

homens que se deixaram adormecer ao som dos remos

homens depilados musculados em ginásios

deixem-se de carpir iguais a velhas loucas
façam-se ao vosso Mar!

Comments:
non

por força da profissão - sou historiadora - conheço peculiaridades e particularidades de muitas culturas. mas acredite faz um bom tempo que não leio uma defição.
Aqui encontrei a mais perfeita definição da natureza da alma do povo lusitano.

apelas para que renovem. Bom muito bom!

homens ...façam-se ao mar.

(hoje está sendo um dia incomum...já é a segunda vez que me alongo)

fica bem.

abraços

della
 
Non
Amiga do meu coração, sabes que adoro o que escreves, não é necessário repeti-lo ....estou tentado a continuar a escrever serio mas...Um abraço muito grande... e agora o desatine: que se faça ó mar sim, quem manda e em especial se na soberi nadar.
Beges grandes pelo texto e pela música
 
como diria a minha irmã, no dia em que acordarem as mulheres estão a mandar

boa noite
 
Non

só as mulheres sabem lutar. pensam.
nós homens arrumamos paus e pedras e tá tudo resolvido.
que mundo quererá?


cordda
 
Belíssimo texto!
Não dá vontade de parar de te ler. E essa música é encantadora!!!!

Beijinhossssss
 
Olá Non

Magnífico!

Por toda a sua composição e um "corpo"implícito de uma mensagem, faz deste "Homens façam-se ao Mar". Um ACORDEM - mas é já!

Parabéns

Beijinhos com carinho
bom resto de semana
 
non

navegar é preciso...


um beijo

della
 
tão verdadeiro
que custa a lêr


:)
 

Enviar um comentário





<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?